Quer aprender o que fazer quando cair água no celular? Então, confira este conteúdo e conheça nossas recomendações!
Curiosidades

O que fazer quando cair água no celular?

Acidentes com smartphones acontecem com muita gente e, dentre as principais ocorrências, estão arranhões, quedas e quebras. Porém, existe algo que pode ser muito crítico: cair água no celular. Alguns usuários costumam cometer equívocos quando isso acontece, e esses erros podem danificar seu dispositivo para sempre, forçando uma nova compra.

Considerando que você (como qualquer pessoa) está sujeito a esse problema, nós separamos algumas dicas que podem salvar seu aparelho, gerando a economia de um bom dinheiro. Confira, a seguir, o que deve ser feito quando cair água no celular. Boa leitura!

Remova o celular da água

Caso o seu smartphone seja derrubado em uma pia, piscina, vaso sanitário, lago, ou rio (nas margens), pegue-o de volta imediatamente. Isso pode ser feito com algum instrumento específico (para não estragar a tela do aparelho) ou, então, com as suas próprias mãos.

A probabilidade de salvar um celular que somente “levou um mergulho rápido” é bem maior que o salvamento de um que ficou por vários minutos embaixo d’água.

Sendo assim, não tenha “nojinho”. Se você, de fato, quer recuperar o seu dispositivo, caso ele caia em lugares sujos, apanhe-o rapidamente — exceto, é claro, em situações que oferecem risco à sua saúde. Cada milésimo de segundo é crucial para que você consiga resgatar ao máximo o desempenho do telefone.

Desligue imediatamente o dispositivo

A impaciência é um dos principais problemas que fazem com que muitos percam o celular para acidentes dessa natureza.

A primeira reação da maioria das pessoas é ligar imediatamente o dispositivo e/ou tentar mexer em algumas funcionalidades. Jamais tente fazer isso durante o processo de secagem para evitar oxidações em componentes internos, o que pode gerar problemas irreversíveis.

Retire todas as peças “encaixáveis”

Com o telefone desligado, você precisa abri-lo em todos os lugares possíveis, tirando capas extras, películas, cartão de memória, SIM cards, tampa traseira e bateria (quando for removível), bem como desconectando fones de ouvido e abrindo as portas das conexões (quando houver). Quanto mais desmontado e limpo o dispositivo, mais fácil será secá-lo.

Seque com cuidado todos os itens possíveis

Após remover todos os apetrechos necessários, você precisa secar um por um com uma toalha ou papel absorvente. Evite sacudir excessivamente o aparelho, pois isso pode fazer com que a umidade se propague ainda mais e atinja outros pontos.

Depois, use uma substância para absorver a água. Despeje o smartphone em um recipiente (ou saco) hermeticamente fechado com arroz cru, ou utilize uns pacotinhos de sílica. De hora em hora, vire-o em posições diferentes (sem chacoalhá-lo) para aumentar a eficiência da absorção.

Cuidado! Jamais use secador de cabelo — nem mesmo na opção “frio” —, uma vez que ele pode dispersar ainda mais a umidade em pontos minúsculos e profundos. As moléculas de água podem ser empurradas para dentro do dispositivo, aumentando os riscos de corrosão.

Esses foram alguns passos que você deve seguir quando houver água no celular. Ao praticá-los, você eleva a probabilidade de fazê-lo funcionar novamente. Caso não surta efeito ou você não se sinta seguro em realizar as recomendações mencionadas, leve o aparelho até uma assistência técnica especializada para fazer os procedimentos necessários e avaliar as condições do seu telefone.

Nós, do Hospital Mais Phone, contamos com um vasto catálogo de serviços para reparo de dispositivos móveis. Marque uma consulta e venha conhecer uma de nossas lojas!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *